O negócio é o seguinte: esse garoto nasceu na Ucrânia, em 92 e seu pai, desde cedo, manteve sua dieta ultra limpa e anabólica, e sua rotina de treino pesada, o privava de ter amigos, comer besteiras, ter brinquedos… ou seja, o privava de fazer qualquer coisa NORMAL de uma criança. O garoto sempre foi anti social (forçado).

Tudo isso mudou quando seu pai foi preso, o gosto da liberdade veio à tona. Ele maneirou nos exercícios, afrouxou um pouco a dieta e começou a, finalmente, VIVER sua vida. Mas, quem diria? O bodybuilding estava tão enraizado na criança, que ele nunca parou com esse estilo de vida.

Richard continua sendo bodybuilder e um excelente lutador, além de tudo é ator, fazendo papéis como “o pequeno hércules” e Tarzan.

Eu não vou dizer aqui que o que o pai de Richard fez foi certo. Claro, ele poderia ter introduzido o esporte na vida da criança de forma mais leve e facultativa, como no caso do Giulianno Stroe (tem texto sobre ele na page), PORÉM, é impressionante ver como o estilo de vida pega a pessoa pela alma, né? Mesmo que tenha sido, talvez, traumática a experiência do garoto com o esporte, ele continuou a fazer, porque a seu corpo e mente pediam que ele fizesse.

[Bigos]
(Todos os textos da Old School Maromba são ORIGINAIS)

Link para post no Facebook: http://migre.me/mWDH4

Facebooktwitteryoutubeinstagram

COMENTE AQUI