– 100 gramas de arroz não são 100 gramas de carboidrato: vou explicar uma parada que vai mudar a vida de quem pensa assim (haha): cada 100g de arroz integral, contém de 25 à 27 gramas de carboidrato, ou seja, continha rápida: (vamos supor que 100g de arroz tenham exatamente 25g de carbo) pra alguém comer 100 gramas de carboidrato, ele precisaria de comer 400 gramas de arroz, pois 4 x 25g de carbo = 100, e 4 x 100g de arroz= 400. Parece complicado, mas lê de novo até entender, é bem simples.

– Não é pra diminuir o sódio em cutting, é pra aumentar: isso está muito bem explicado nesse texto que eu fiz a algum tempo atrás no site sobre Curiosidades do Cutting, no tópico 2.

– Gorduras não engordam: se tratando de gorduras boas, provindas do amendoim, azeite de oliva e etc., existe uma quantidade diária que TEM que ser ingerida. A gordura é um macronutriente como a proteína e o carboidrato, vamos supor que alguém tenha que comer 100g de carbo, 200g de proteina e 80g de gordura por dia para manter seu peso. Se essa pessoa comer 80g de gordura no dia, ela NÃO VAI ENGORDAR, pois ela simplesmente comeu o suficiente para o seu corpo naquele dia! Além disso, ao contrário do que pensam, QUANTO MENOS CARBOIDRATOS NUMA DIETA, MAIS GORDURAS ELA DEVE TER, por que? A gordura, na falta do carbo, faz o papel de fonte de energia no corpo, evitando a exaustão e desânimo.

– Fome não é sinal de catabolismo: muita gente já ouviu alguém dizendo “puta que pariu, tô com muita fome, vou catabolizar”. Isso PODE ser mentira! Como assim? Calma garotinho: os alimentos dão níveis de saciedade diferentes, por exemplo, alimentos de alto índice glicêmico (pão, aveia…) te deixam muito mais satisfeitos que alimentos de baixo i.g (arroz integral, batata doce…). Alimentos líquidos (whey, leite…) também te deixam com menos saciedade que alimentos sólidos (carne, queijo) e etc. Mesmo que o índice d saciedade sentido seja diferente, as propriedades dos dois tipos podem ser as mesmas, então não importa se você comeu 200 gramas de carne ou bebeu 60 gramas de whey, os dois tem níveis de proteína parecidos (depende da marca e da carne, claro), e vão fazer o MESMO efeito em seu corpo, uns mais lentamente e outros mais rapidamente.
Além disso tudo, sim, a fome é um sinal da leptina que você precisa comer, porém quando uma pessoa come muito por “gula”, a sensibilidade dessa leptina pode ser alterada, acusando fome quando não há necessidade nenhuma de ingestão de alimentos.

Untitled-1

[Bigos]

Link do post no Facebook.

Facebooktwitteryoutubeinstagram

COMENTE AQUI